Criada em 19/08/2007

Avenida José Francisco Laurindo, 944 – Bairro São Domingos
CEP 88 370-603 – Navegantes – SC
Tel. (47) 3342-8987
E-mail: [email protected]

Pároco: Pe. Frei Edemilson Borges de Carvalho, OCarm.
Vigário Paroquial: Pe. Frei João Bernardes Alves, OCarm.

Diáconos: Diác. Gilço Antonio Batista (Emérito)
Diác. Manoel João Severino

Comunidades
1. São Paulo Apóstolo
2. Nossa Senhora do Rosário
3. Nossa Senhora das Graças
4. Imaculado Coração de Maria

 


Histórico

“Saco Grande” era o nome da comunidade São Domingos até o ano de 1975. Deve-se este nome à curva que o Rio Itajaí-açú apresenta naquelas imediações.

Por volta do ano de 1945, como lembram as pessoas mais idosas do lugar, começou a surgir, o interesse de, por ali, formar uma comunidade católica. A localidade já era bastante povoada e pertencia à Paróquia Santíssimo Sacramento, de Itajaí. A igreja de Nossa Senhora dos Navegantes, naquele tempo, não era paróquia, mas abrigava os católicos de toda a região vizinha, em suas devoções e práticas religiosas.

São lembradas, pelo sobrenome, algumas das famílias mais antigas que moravam em São Domngos: Cardoso, Reis, Leal, Ramos, Borges, Zimmermann, Batista e Claudino.

Pelo mesmo ano de 1945, Irmã Maria Eliza, que lecionava no Colégio São José, de Itajaí, começou a dar catequese para as crianças do bairro São Domingos. A sombra de uma figueira era o local do encontro catequético. Um ano depois, a árvore foi derrubada e, em seu lugar, a fé e o dedicado trabalho daquela gente fez surgir a primeira capela do lugar, dedicada a São Domingos de Gusmão. O terreno foi doado pelo casal Eduardo Leal e Paula. Essa primeira igreja da comunidade foi abençoada e inaugurada no dia 08 de agosto de 1950. A imagem do padroeiro foi doação dos tripulantes do barco “Triunfo” e foi trazida em emocionante procissão. Sr. Hipólito Borba doou a imagem do Sagrado Coração de Jesus. Sr. Manoel, capelão, responsabilizava-se pelas rezas e cantos. Pessoa muito jeitosa e dedicada, este homem chegou a montar um presépio móvel dentro da capela, que se tornou atração para pessoas de outros lugares.

O Arcebispo de Florianópolis, dom Joaquim Domingues de Oliveira, visitou a comunidade, tendo-se hospedado na casa da, então, zeladora Manoela Cardoso.

Um sacerdote vinha sempre de Itajaí para fazer o atendimento pastoral. Pe. Gilberto Luiz Gonzaga tornou-se o primeiro padre que assumiu os cuidados pastorais da nova capela. Surgiram, então, os Círculos Bíblicos, uma forma de o povo estudar e conhecer mais a Bíblia. O primeiro Círculo Bíblico foi formado por Gilso Antonio Batista e Avelina (sua esposa), José Borges, Francisco e Alice, Manoela, Vilma e Carlos Pretti. Naqueles tempos, Frei Fredolino pregou missões naquele bairro. Ainda hoje, não fica esquecido este acontecimento evangelizador. Tão intensa foi a participação do povo e tão impressionantes os seus frutos.

No ano de 1948, foi criada a Paróquia de Navegantes. Pe. Gilberto tornou-se o primeiro pároco. Pe. Valdir Staehling, Pe. Hélio da Cunha e Pe. Idonizete Krüger, sucessivamente, dali, foram também párocos. No tempo em que Pe. Alvino Broering era o pároco, a Comunidade São Domingos decidiu construir uma nova igreja. A primeira tornara-se pequena para o povo, que aumentara bastante. Além disso, a antiga igreja apresentava o desgaste de seus 43 anos.
No dia 08 de agosto de 1993, a pedra fundamental da nova capela foi abençoada. Foi construído também o salão comunitário, com salas de catequese e ambiente para encontros e promoções.

No ano 2000, o servo de Deus, Papa João Paulo II, criou a Diocese de Blumenau. A ela integrou-se a Paróquia de Navegantes, desmembrando-se da Arquidiocese. Dom Angélico Sândalo Bernardino, procedente de São Paulo, foi nomeado primeiro bispo de Blumenau, e logo criou a Paróquia Santa Luzia, dando posse a seu primeiro pároco, Pe. Paulo Luciani. A capela São Domingos passou a pertencer à nova paróquia. Pe. Agenor da Silva sucedeu Pe. Luciani. O despertar de muitas e novas lideranças, através dos Grupos de Reflexão, vai alimentando o sonho de uma Igreja reavivada, renovada e toda ministerial.

No dia 19 de agosto de 2007, solene e participada celebração eucarística presidida por Dom Angélico, elevou a capela São Domingos a igreja-matriz da nova Paróquia São Domingos de Gusmão e deu posse ao Pe. Paulo Sérgio Marques como primeiro pároco.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário