Criada Paróquia em 08/05/1965
Criado Santuário em 12/10/1997

Rua Paris, 150 – Itoupava Norte
Caixa Postal 4525 – CEP 89 052-510 – Blumenau – SC
Fone/Fax (47) 3323 3236/3378 3930
Whatsapp: (47) 98871-7787
e-mail: [email protected]

Pároco/Reitor: Frei Nelson José Hillesheim – OFM
Vigário Paroquial: Frei Pascoal Fusinato – OFM
Vigário Paroquial: Frei José Bertoldi – OFM
Vigário Paroquial: Frei Ary Pintarelli – OFM

Diáconos
Diác. Alcebíades Roncáglio
Diác. Moacir Gazaniga
Diác. Nestor Trindade

Comunidades
1. Santa Maria
2. São João Maria Vianney
3. São João Batista
4. São José

 

 

——————————————————————————————————————————————————————————————————-

Histórico

A primeira capela de Nossa Senhora Aparecida foi fundada em 1953. Antes disso, as missas eram celebradas em uma escola. No início, a comunidade foi atendida pelos padres franciscanos da Paróquia São Paulo Apóstolo. Juntamente com alguns idealizadores abnegados, muitas promoções foram feitas com o objetivo de angariar fundos para a construção.

A vida espiritual foi iniciada com o atendimento religioso regular, administração dos sacramentos e a fundação de Movimentos como a Legião de Maria, ainda em 1953.

Pelo constante crescimento do bairro Itoupava Norte e pelos insistentes pedidos de Frei Francisco Freise, o bispo de Joinville, dom Gregório Warmeling, criou a Paróquia aos 08 de maio de 1965.

PARÓQUIA INSTALADA

Aos 23 de maio de 1965, Pe. Lino Mees assumiu como primeiro pároco. Coube-lhe organizar as atividades paroquiais, a catequese, as associações, tendo a missão de prestar assistência religiosa às capelas que passaram a pertencer à nova Paróquia: São Miguel (1926) e São Francisco (1953). No dia 10 de outubro de 1965 realizou-se a primeira festa da padroeira. Foram organizadas também as comunidades de São José e São Domingos Sávio (1966).

A preocupação pastoral fez desabrochar muitos ministérios leigos e a formação de dois diáconos permanentes: José dos Santos e Anselmo Antonio Hillesheim.

Em 1969 foi adquirido outro terreno para a construção da nova Matriz, casa paroquial e dependências.

No dia 06 de novembro de 1976, Pe. Otávio Mafezzoli assumiu como segundo pároco, dando prosseguimento às construções, remodelação da Igreja Matriz, construção da torre e instalação dos sinos e órgão musical. Na parte espiritual, organizou a pastoral, os círculos bíblicos, coral Nossa Senhora Aparecida, Movimento Familiar Cristão, várias equipes de animação pastoral.

Nos anos de 1983-1984, a Matriz e construções paroquiais foram atingidas pelas cheias do rio Itajaí-Açú. A organização da população encarregou-se da limpeza e conserto dos estragos.

A partir de 15 de feverero de 1981, as Irmãs Catequistas Franciscanas vieram prestar valiosos trabalhos na secretaria e na pastoral paroquial.

Em 27 de janeiro de 1985, Pe. João Paulo Palko assumiu como terceiro pároco. Com uma curta passagem, deu prosseguimento aos trabalhos que já vinham sendo desenvolvidos. No dia 25 de março de 1985, foi ordenado sacerdote o primeiro filho da Paróquia, Pe. Ivo Daicamp (já falecido).

A partir de 18 de dezembro de 1985, assumiu a paróquia, como quarto pároco, Pe. Helmuth Berkembrock. Coube-lhe dar assistência religiosa e dinamizar a pastoral paroquial e comarcal. Tendo sido eleito coordenador diocesano de pastoral, deixa a paróquia e parte para Joinville.

No dia 21 de novembro de 1987, outro filho da Paróquia, Pe. João Bandoch, foi ordenado sacerdote.

Pe. Felício Girelli assumiu como quinto pároco a partir de 30 de junho de 1988. Dinamizou a pastoral, incentivou a formação de outras comunidades: Nossa Senhora de Lourdes, Nossa Senhora de Fátima, Madre Paulina e Santa Clara. Prestou assistência espiritual à vizinha Paróquia São Ludgero (Pomerode) e foi auxiliado pelo Pe. Alcides Brancher (nomeado posteriormente primeiro pároco da Paróquia São Francisco de Assis, Bairro Fortaleza).

No dia 24 de dezembro de 1989, foi ordenado sacerdote um terceiro filho da Paróquia, Pe. Ademir Bauler. Dando acompanhamento ao trabalho do diaconato permanente, Pe. Felício acompanhou a ordenação do terceiro diácono, Arlindo de Gasperi, em 25 de novembro de 1994.

No dia 29 de janeiro de 1995, Pe. Antonio Francisco Bohn assumiu como sexto pároco, juntamente com Pe.João Bachmann (posteriormente assumindo a Paróquia Imaculada Conceição). Em seu lugar, foi nomeado Pe. João Bandoch em 26 de julho de 1997. No dia 18 de maio de 1996, foram ordenados os diáconos permanentes: Rubin Benkendorf, Orlando Georg e Arnaldo Schure.

CRIAÇÃO E INSTALAÇÃO DO SANTUÁRIO

No dia 12 de outubro de 1997, foi criado e instalado o Santuário Nossa Senhora Aparecida, por Dom Orlando Brandes. A formação de ministérios leigos, assistência espiritual, grupos de reflexão e animação litúrgica tornaram-se prioridades.

No dia 02 de setembro de 1998, foram ordenados diáconos permanentes mais dois filhos da Paróquia-Santuário: Moacir Gazaniga e José Oliveira, abrindo a primeira visita pastoral de Dom Orlando (03 a 05 de setembro) à paróquia-santuário.

Pelas necessidades pastorais, foi descentralizada a região da Itoupava Central com a criação da Paróquia São José Operário (07.03.1999). De 08 a 18 de junho de 2000 realizaram-se as Santas Missões Populares Redentoristas.

Histórico elaborado por Pe. Antonio Francisco Bohn e publicado no Jornal Diocese de Blumenau, edição do mês de outubro de 2000

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário