Nossos parabéns, hoje, vão ao nosso querido bispo Dom Rafael Biernaski, pela passagem do 4º aniversário de sua posse como bispo diocesano de Blumenau

Hoje, 29 de agosto, é dia de festa na Diocese de Blumenau. Comemoramos o 4º aniversário de posse de Dom Rafael Biernaski como terceiro bispo diocesano de Blumenau. Nessa ocasião, abraçamos “aquele que veio em nome do Senhor” (Lc 19,38) para nos indicar o caminho da paz, da justiça e do amor. Para animar nossa…

Confraternização dos padres e ação de graças pelo 4º aniversário da posse de Dom Rafael como bispo diocesano de Blumenau

O dia 04 de agosto é o dia do padre porque nesta data se comemora a memória litúrgica de São João Maria Vianney, padroeiro dos sacerdotes. Resolveu-se, no entanto, aliar a esta celebração a ação de graças pelo 4º aniversário de posse de Dom Rafael Biernaski como bispo diocesano de Blumenau, ocorrida em 29 de…

Páscoa do Senhor, Páscoa dos cristãos. Por Dom Rafael Biernaski

A Celebração da Páscoa é proclamação da aurora de um novo tempo que continua a despontar, como foi o amanhecer radiante daquele “primeiro dia da semana” em que, diante do sepulcro vazio, as mulheres e os discípulos encheram os corações de esperança, pois a vida venceu a morte. Celebremos, pois “este é o dia que o Senhor fez para nós; alegremo-nos e n’Ele exultemos” (Sl 117,24). Cristo ressuscitou, aleluia, aleluia!

A Palavra de Deus no tempo da quaresma. Por Dom Rafael Biernaski

A profecia de Isaías nos encanta porque exprime a realidade profunda daquilo que somos: povo em caminho, mergulhado em trevas e luz. E na noite do Natal, enquanto o espírito das trevas envolve o mundo, renova- -se a surpreendente maravilha: “Hoje vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor” (Lc 2,11). Assim também na história pessoal há momentos luminosos e escuros, luzes e sombras. Amando a Deus e aos irmãos, estamos na luz; mas se o nosso coração está centrado em nós mesmos prevalece o orgulho, e então há trevas em nós e não acertamos o caminho. Só o Senhor é nossa Luz e Salvação.

Por isso, na noite do Santo Natal, como um raio de luz clara e serena, o anúncio do Apóstolo ressoa em toda a terra: “Manifestou- se a graça de Deus, que traz a salvação para todos os homens” (Tt 2,11). Grande alegria que enche o mundo de esperança. A Palavra está no meio de nós! A graça, a misericórdia e a ternura do nosso Bom Deus são manifestadas em Jesus, nascido da Virgem Maria, verdadeiro homem e verdadeiro Deus, anunciado pelos profetas e esperado com amor. Ele entra na nossa história, Amor feito carne, caminha conosco, “habita entre nós”, Emanuel, Deus conosco. Veio para nos libertar das trevas e nos dar a luz, pois “Deus é luz, e n’Ele não há nenhuma espécie de trevas” (1Jo 1, 5).

Esta é a festa da alegria do Evangelho: Deus nos ama tanto que nos deu o Seu Filho único como nosso irmão, para ser o nosso Redentor. E nos diz: “Não tenham medo” (Lc 2,10)! Ele é paciente e bondoso, cuida de cada um com amor de predileção, acolhe e perdoa sempre. Ele é a Misericórdia. Vem a nós o Deus da vida, para nos ensinar a entrar na vida dos irmãos com a Boa Nova que dá sentido e esperança. Com os pastores, os últimos que se tornaram primeiros na adoração, colocamo-nos em silêncio diante do Menino, Príncipe da Paz, Conselheiro Admirável. Com eles, agradecemos a Deus Pai por nos ter dado Jesus. Abençoados Natal e Ano Novo para todos!

Convertei-vos e crede no Evangelho. Por Dom Rafael Biernaski

A profecia de Isaías nos encanta porque exprime a realidade profunda daquilo que somos: povo em caminho, mergulhado em trevas e luz. E na noite do Natal, enquanto o espírito das trevas envolve o mundo, renova- -se a surpreendente maravilha: “Hoje vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor” (Lc 2,11). Assim também na história pessoal há momentos luminosos e escuros, luzes e sombras. Amando a Deus e aos irmãos, estamos na luz; mas se o nosso coração está centrado em nós mesmos prevalece o orgulho, e então há trevas em nós e não acertamos o caminho. Só o Senhor é nossa Luz e Salvação.

Por isso, na noite do Santo Natal, como um raio de luz clara e serena, o anúncio do Apóstolo ressoa em toda a terra: “Manifestou- se a graça de Deus, que traz a salvação para todos os homens” (Tt 2,11). Grande alegria que enche o mundo de esperança. A Palavra está no meio de nós! A graça, a misericórdia e a ternura do nosso Bom Deus são manifestadas em Jesus, nascido da Virgem Maria, verdadeiro homem e verdadeiro Deus, anunciado pelos profetas e esperado com amor. Ele entra na nossa história, Amor feito carne, caminha conosco, “habita entre nós”, Emanuel, Deus conosco. Veio para nos libertar das trevas e nos dar a luz, pois “Deus é luz, e n’Ele não há nenhuma espécie de trevas” (1Jo 1, 5).

Esta é a festa da alegria do Evangelho: Deus nos ama tanto que nos deu o Seu Filho único como nosso irmão, para ser o nosso Redentor. E nos diz: “Não tenham medo” (Lc 2,10)! Ele é paciente e bondoso, cuida de cada um com amor de predileção, acolhe e perdoa sempre. Ele é a Misericórdia. Vem a nós o Deus da vida, para nos ensinar a entrar na vida dos irmãos com a Boa Nova que dá sentido e esperança. Com os pastores, os últimos que se tornaram primeiros na adoração, colocamo-nos em silêncio diante do Menino, Príncipe da Paz, Conselheiro Admirável. Com eles, agradecemos a Deus Pai por nos ter dado Jesus. Abençoados Natal e Ano Novo para todos!

O Senhor é nossa Luz e Salvação. Por Dom Rafael Biernaski

A profecia de Isaías nos encanta porque exprime a realidade profunda daquilo que somos: povo em caminho, mergulhado em trevas e luz. E na noite do Natal, enquanto o espírito das trevas envolve o mundo, renova- -se a surpreendente maravilha: “Hoje vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor” (Lc 2,11). Assim também na história pessoal há momentos luminosos e escuros, luzes e sombras. Amando a Deus e aos irmãos, estamos na luz; mas se o nosso coração está centrado em nós mesmos prevalece o orgulho, e então há trevas em nós e não acertamos o caminho. Só o Senhor é nossa Luz e Salvação.

Por isso, na noite do Santo Natal, como um raio de luz clara e serena, o anúncio do Apóstolo ressoa em toda a terra: “Manifestou- se a graça de Deus, que traz a salvação para todos os homens” (Tt 2,11). Grande alegria que enche o mundo de esperança. A Palavra está no meio de nós! A graça, a misericórdia e a ternura do nosso Bom Deus são manifestadas em Jesus, nascido da Virgem Maria, verdadeiro homem e verdadeiro Deus, anunciado pelos profetas e esperado com amor. Ele entra na nossa história, Amor feito carne, caminha conosco, “habita entre nós”, Emanuel, Deus conosco. Veio para nos libertar das trevas e nos dar a luz, pois “Deus é luz, e n’Ele não há nenhuma espécie de trevas” (1Jo 1, 5).

Esta é a festa da alegria do Evangelho: Deus nos ama tanto que nos deu o Seu Filho único como nosso irmão, para ser o nosso Redentor. E nos diz: “Não tenham medo” (Lc 2,10)! Ele é paciente e bondoso, cuida de cada um com amor de predileção, acolhe e perdoa sempre. Ele é a Misericórdia. Vem a nós o Deus da vida, para nos ensinar a entrar na vida dos irmãos com a Boa Nova que dá sentido e esperança. Com os pastores, os últimos que se tornaram primeiros na adoração, colocamo-nos em silêncio diante do Menino, Príncipe da Paz, Conselheiro Admirável. Com eles, agradecemos a Deus Pai por nos ter dado Jesus. Abençoados Natal e Ano Novo para todos!