Durante cinco anos se dedicou às obras de caridade, fazendo parte da equipe de auxiliares do futuro Santo João Bosco, no seu Oratório. Alí, a rica e nobre senhora Scoffone, também pia e caridosa, fez dela sua filha adotiva. Levou-a para viver em sua casa e a tornou sua conselheira na administração do seu patrimônio – Beata Maria Francisca Rubatto, Religiosa, Fundadora (1844-1904), celebrada hoje, 06, roga por todos nós!

Você está aqui: