Em 1903, com o reconhecimento de sua obra, madre Paulina foi convidada a transferir-se para São Paulo. Fixando-se junto a uma capela no bairro do Ipiranga, iniciou a obra da “Sagrada Família” para abrigar os ex-escravos e seus filhos depois da abolição da escravatura, ocorrida em 1888: Santa Madre Paulina do Coração Agonizante de Jesus (1865-1942), celebrada hoje, 09, roga por todos nós!

Você está aqui: